Action Hiken, volume 11

Avaliado como 3.00 de 5, com baseado em 1 avaliação de cliente
(1 avaliação de cliente)

R$15,00

Frete Grátis! 

 

110 páginas

Preto e Branco

Capa: Papel Cartão Plastificado

Brochura, costurado e colado

Descrição

Antologia de mangás nacionais publicada originalmente online. Novas edições todo mês!

Mês
Setembro/2016

Capa
Talento FC [Lucas Gesse]

Séries
Talento FC #01
Two-Sided #06
Sing #03
MegaGun Power! (One-Shot)
Chako Contra o Universo #01

Informação adicional

Tipo de Papel

Papel Branco, Papel Amarelado

1 avaliação para Action Hiken, volume 11

  1. Avaliação 3 de 5

    Caliel Alves

    Revista Action Hiken ed. #11 – TOC do mês de setembro 2016

    Talento – capacidade de aperfeiçoamento contínuo

    Capa [Talento FC, estreia]
    Talento FC – Cap.01 – por Lucas Gesse
    Two Sided – Cap.06 – Jazi Almeida
    Sing – Cap.03 – Paulo Alberto
    MegaGun Powder – [One-shot] – Eddy Fernandes
    Chako Contra o Universo – Cap.01 – [Minissérie] – Felipe Henrique

    Talento FC é a primeira tentativa de colocar um mangá de esporte na grade de serialização. O mangá de futebol, ao contrário do que denuncia a capa não é uma obra estilo Capitain Tsubasa (inevitavelmente a primeira memória nostálgica que vem a nossa mente quando nos deparamos com um mangá desse tipo), focado na fantasia e exageros esportivos. Esse mangá revela o lado oculto do futebol: a corrupção. Takezo, é o típico protagonista exímio que joga futebol, um craque nascido no Japão, nipo-brasileiro, ele se torna jogador profissional de futebol muito jovem e já entra no Vasco da Gama, não que o Vasco seja muita coisa, mas mesmo assim ainda é o Vasco. O vascaíno tem como técnico um garoto de 12 anos chamado Leno! Nem sabia que a Constituição permitia isso! Exclamações a parte, o autor deveria tomar cuidado com o uso das marcas e logotipos em suas futuras obras, principalmente as de cunho comercial, de preferência pedir uma autorização de uso, duvido que as marcas a neguem, eles também desejam visualização. O uso de fotografias transformadas em desenho é comum no título, fica meio desconexo os personagens tão cartunescos dividindo a página com cenários tão realistas.
    Sem Age of Guardian nessa edição, uma tristeza só…
    No mangá do Jazi Almeida Yui e Jimmy continuam com seu treinamento que não vai nem vem. Anna se mostra a frágil e indefesa de sempre, e provavelmente vai demorar pra evoluir no mangá, sua inocência só se compara com sua beleza. Pra piorar a situação, um membro dos Shi entra em ação e Anna corre perigo. O líder de Kanetsura parece temer o Yui, mistérios a vista…
    Esse capítulo me lembrou do filme paródia Kung-Pow, nesse filme o protagonista também tem uma luta memorável com uma vaca, assistam e vocês vão entender a referência do autor. Um conselho pra quem quer fazer gag mangá, tenha cultura! Lembre-se que o mangá é informação visual, o texto é só complemento. Sing é um lugar onde até a falta de leite termina numa quest.
    Whisper World entra em hiato, esse daí a gente ainda vai ver o final, e Varinha das Almas também em hiato, mostra um anúncio onde o autor diz que irá dar continuidade a obra, algo que ainda não ocorreu, entrei em contato com o autor e ele disse que pretende mesmo terminar o mangá, mas não sabe quando…
    Como definir MegaGun Powder? Uma das maiores críticas ao nosso estilo com humor ácido que eu já li na vida! O título chamativo e os personagens enganam o leitor. Esse é um gag mangá com um humor mais intelectualizado, que garotos terão muita dificuldade de assimilar, mas nada que impeça a diversão, mesmo que você seja um alienado.
    O mangá do Felipe Henrique é aquele título que não traz nada de novo, mas demonstra ter algo a ser lido. Chako é o protagonista título de uma obra que mescla a delinquência juvenil com humor. O personagem faz uma tatuagem legal e encontra uma entidade sobrenatural onipotente, é só crianças, vamos ler o resto para saber a que veio.

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *