ACTION HIKEN, VOLUME 13

Avaliado como 3.00 de 5, com baseado em 1 avaliação de cliente
(1 avaliação de cliente)

R$13,70R$18,95

Antologia de mangás nacionais publicada originalmente online. Novas edições todo mês!

Mês
Novembro/2016

Capa
Sing [Paulo Alberto]

Séries
1 – Sing #05 – Paulo Alberto
2 – Parrotman #09 – Pablo Dias
3 – Hooligan #02 – Jayson Santos
4 – Two-Sided #08 – Jazi Almeida
5 – Talento FC #03 – Lucas Gesse
6 – Chako Contra o Universo #03 – Felipe Henrique – FIM

113 páginas

Preto e Branco

Capa: Papel Cartão Plastificado

Brochura, costurado e colado

Limpar

Informação adicional

Peso N/A
Dimensões N/A
Tipo de Papel

Papel Offset 90g (Branco), Papel Reciclado 75g (Amarelado)

Tamanho

10x13cm (Pocket), 16,5×12,5cm (Padrão)

Impressão

Tinta, Laser

1 avaliação para ACTION HIKEN, VOLUME 13

  1. Avaliação 3 de 5

    Caliel Alves

    Revista Action Hiken ed. #13 – TOC do mês de novembro 2016

    O fim do pesadelo

    Capa [Sing]
    Sing – Cap.05 – Paulo Alberto
    Hooligan – Cap.02 – Jayson Santos
    Two Sided – Cap.08 – Jazi Almeida
    Talento FC – Cap.03 – por Lucas Gesse
    Chako Contra o Universo – Cap.03 – [Minissérie, final] – Felipe Henrique

    Mais uma vez nosso divertido gag mangá ganha a capa da RAH. O Paulo Alberto é talentosíssimo nesse tipo de mangá, se continuar a investir nele, irá muito longe. Mais uma vez a Azoka usa seus golpes flatulentos, a Lady Zontra é tão sem noção quanto o Shaolinman. O pior de tudo é o Choutun virando herói.
    O segundo capítulo de Hooligan ganha o primeiro lugar dessa edição, lembrando que o mangá de capa é o destaque da edição. O que não entendo é porque o Limb Shelter é apenas um adereço de proteção para motociclistas e tem tanta relevância na história! Mas vãos analisar pela simbologia, em certos momentos de nossa história, a sociedade elege símbolos de relações de poder, nesse caso específico, as Limb Shelter, se mata e morre em Hooligan por uma parte delas. Nesse capítulo vemos as consequências do anterior e de como Keine era importante para o seu território.
    Age of Guardian entra em hiato novamente nessa edição.
    Two Sided acaba mostrando um vilão muito interessante e habilidoso, que pode controlar corpos de pessoas como marionetes a grandes distâncias, qual o seu método? Ninguém sabe ainda. A Tribo Shi parece ter guerreiros poderosos. O suspense ganha dimensões dramáticas para Kanetsura. Quais os interesses dos inimigos em destruir a civilização? Yui não consegue ajudar Anna, além de colocar Jimmy em perigo real. Isso mostra o quanto de evolução o personagem ainda precisa.
    Talento FC vem na lanterninha dessa edição. Não me levem a mal, mas o mangá não é lá essas coisas. É infantil e mesmo assim tenta ser sério, ou vice acha normal um técnico de 12 anos num clube como o Vasco da Gama? O lado bom é mostrar a corrupção do futebol, aliás, o esporte mais corrupto do mundo, só perde paras as lutas, onde resultados são comprados todos os dias.
    Chako Contra o Universo termina como começou, sem sentido e raso de significância. O lado bom desse mangá é que o autor sabe mesmo desenhar cenas de destruição, embora peque em anatomia e proporção. Piadas de gag mangá a parte, a luta é até emocionante. O autor trata muito do determinismo nessa obra, o sufocante fatalismo faz o leitor refletir sobre suas próprias, embora eu não acredite em nenhuma dessas baboseiras deterministas. Chako terá uma continuação, ao menos é o que o autor afirma. Se ao menos ele entregar mais cinco lutas como essa, a leitura vai valer a pena.

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de…