ACTION HIKEN, VOLUME 2

Avaliado como 4.00 de 5, com baseado em 1 avaliação de cliente
(1 avaliação de cliente)

R$13,70R$21,00

Antologia de mangás nacionais publicada originalmente online. Novas edições todo mês!

 

Mês
Dezembro/2015

Capa
Age of Guardian [Ingrid Oliveira]

Séries
1 – Age of Guardian #01 – Ingrid Oliveira – ESTRÉIA
2 – O Som da Coragem #02 – Eddy e Doryack
3 – Sabaku Sandã #02 – Marcos Turatti
4 – Acidental Power Heroes #02 – Gabriel Silva
5 – Varinha das Almas #02 – Kleverson Lacerda
6 – Os Aventureiros #02 – Waldenis Lopes

133 páginas

Preto e Branco

Miolo: Papel Offset 90g

Capa: Papel Cartão Plastificado

Brochura, costurado e colado

Limpar

Informação adicional

Peso N/A
Dimensões N/A
Tipo de Papel

Papel Offset 90g (Branco), Papel Reciclado 75g (Amarelado)

Tamanho

10x13cm (Pocket), 16,5×12,5cm (Padrão)

Impressão

Tinta, Laser

1 avaliação para ACTION HIKEN, VOLUME 2

  1. Avaliação 4 de 5

    Caliel Alves

    O Revista Action Hiken ed. #2 – TOC do mês de dezembro de 2015

    Siga o alfa…

    Capa [Age of Guardian, estreia]
    Age of Guardian – Cap.01 – por Ingrid Oliveira
    O Som da Coragem – Cap. 02 – arte por Eddy, roteiro Wolf Doryack
    Sabaku Sandã – Cap. 02 – por Marcos Turatti
    Acidental Power Heroes – Cap. 02 – por Gabriel Silva
    Varinha das Almas – Cap. 02 – por Kleverson Lacerda
    Os Aventureiros: no Castelo Místico – Cap.02 – por Waldenis Lopes

    Nessa edição tivemos duas surpresas, a primeira delas é o início de um pilar da revista (a segunda eu deixarei por último). O mangá Age of Guardian é escrito e desenhado por uma garota e protagonizado por uma garota, acabou abrindo as portas da revista para a diversidade, afinal, mulheres também escrevem bons shonen, exemplo temos montes. Uma fantasia urbana num universo paralelo e bem construído, a autora soube focar bem no desenvolvimento de Hana e Kai, seu espírito guardião. Uma história eletrizante e cheia de ação. O traço é muito bonito, só achei que a autora deveria tomar um maior cuidado com a artefinalização, há uma inconstância nesse aspecto.
    O Som da Coragem pega o primeiro lugar nessa edição, entregando um capítulo muito bonito. A ausência de balões não torna a narrativa alquebrada, pois os autores entregam uma narração dinâmica e sempre traz conflitos com motivações reais. Aqui as classes e suas habilidades já estão bem definidas, ruim mesmo é não saber os nomes dos personagens…
    Quem ficou com o segundo lugar foi o mangá do Marcos Turatti. O cara é muito bom no humor e intercalando com cenas de ação do Clouds, temos um capítulo bem bacana. O autor é bom no desenho de máquinas, só acho o traço dele pesado demais em alguns momentos. Umma se vê às voltas com a tripulação da Rainha da Morte, o capitão Dark Side roubou o capítulo só pra ele.
    Em terceiro lugar temos o mangá dropado logo de cara: Acidental Power Heroes, mas essa é a segunda surpresa, ele conseguiu mais votos que Varinhas das Almas, mangá que foi lá pra lanterna da revista. O mangá segue com um torneio entre humanos e robôs, sem qualquer motivo ou explicação para o fato, você se importa? Eu não.
    Varinhas das Almas entra na zona de cancelamento. Nesse capítulo, Lafayette e Rafael estão se dirigindo continente Mítico. Mas antes dão uma passadinha num típico torneio shonen surgido do nada numa cidade desértica. Isso é o que me incomoda na obra: a pressa do autor em fazer a história acontecer.
    A minissérie de Os Aventureiros: No Castelo Místico continua cm suas piadas de referência ao mundo otaku/nerd alternando com ação frenética. O desenho não muda e o roteiro segue para um final bem diferente do que imaginamos. Como é uma minissérie com capítulos delimitados, ou seja, três, esse não é o lanterninha da edição, ficando este posto para o mangá do Kleverson Lacerda.

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *